top of page

A profissão docente na hipermodernidade e os desafios da precarização do trabalho: que futuro é esse


345 -jorge - rcmos
.pdf
Download PDF • 821KB

A profissão docente na hipermodernidade e os desafios da precarização do trabalho: que futuro é esse?

The teaching profession in hypermodernity and the challenges of precarious work: what future is this?


Carlos Alberto Ribeiro Barbosa

Claudineide Ana de Lima

Jorge Adrihan do Nascimento de Moraes

Monique Siqueira de Andrade

Patricia Vesz

Silvio Cesar Bello Salgado


Submetido em:21/08/2022

Aprovado em: 21/08/2022

Publicado em: 24/08/2022

DOI: 10.51473/rcmos.v2i2.345



RESUMO

O presente artigo objetiva abordar a profissão docente na hipermodernidade diante dos desafios da precarização do trabalho. O rompimento dos paradigmas modernos levou o homem a uma exacerbação de valores e posturas na contemporaneidade. Com isso, a profissão docente encara novos conflitos, diariamente, no contexto escolar, tendo de não só lidar com essa nova geração, mas também com os desafios da precarização do trabalho, nas diversas questões como salariais, carga horária e relação de alunos por turma. De abordagem do tipo qualitativa, com revisão bibliográfica, o estudo reafirma o quanto a formação docente não prepara os profissionais para essa hipermodernidade, assim como também as condições de trabalho não dão subsídios para atender a essa nova geração.

Palavras-chave: Profissão docente. Hipermodernidade. Precarização do trabalho.


RESUMEN

Este artículo tiene como objetivo abordar la profesión docente en la hipermodernidad ante los desafíos del trabajo precario. La ruptura con los paradigmas modernos ha llevado al hombre a una exacerbación de valores y actitudes en la época contemporánea. Con ello, la profesión docente afronta, a diario, nuevos conflictos en el contexto escolar, teniendo que tratar no solo con esta nueva generación, sino también con los desafíos del trabajo precario, en diversos temas como el salario, la carga de trabajo y la relación de los alumnos por clase. Con un enfoque cualitativo, con una revisión bibliográfica, el estudio reafirma en qué medida la formación docente no prepara a los profesionales para esta hipermodernidad, así como las condiciones laborales no brindan subsidios para atender a esta nueva generación.

Palabras clave: Profesión docente. Hipermodernidad. Trabajo precario.


Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page