top of page

Dançando na guerra - gravuras das letras, corpos e vozes na obra Mata Rasteira: a origem da...


certificado_727_djalma
.pdf
Fazer download de PDF • 968KB
727_djalma_rcmos
.pdf
Fazer download de PDF • 561KB

Ano III, v.3, ed. 2, set./ dez. 2023. DOI: 10.51473/ed.al.v3i2.727 | submissão: 22/09/2023 | aceito: 23/09/2023 | publicação: 30/09/2023


Dançando na guerra - gravuras das letras, corpos e vozes na obra Mata Rasteira: a origem da resistência.


Coordenação: Marcos Antônio Alexandre

Autoria: Djalma Ramalho Gonçalves

RESUMO

A pesquisa analisa "Mata Rasteira: a origem da resistência" de Abner Laurindo, que explora a gênese da capoeira. Utilizando a "Jornada do Herói," o romance narra a escravização de Nlongi e sua família no Brasil. O narrador, um advogado-griô, emprega uma narrativa heterodiegética e onisciente, mesclando tempos históricos. A obra tem um tom jornalístico-documental e promove uma perspectiva afrodiaspórica e ancestrofuturista, desafiando visões coloniais.

Palavras-chave: Performance, Ancestrofuturismo, Linguagem


ABSTRACT

The research analyzes "Mata Rasteira: The Origin of Resistance" by Abner Laurindo, delving into the genesis of capoeira. Using the "Hero's Journey," it narrates the enslavement of Nlongi and his family in Brazil. The griot-lawyer narrator employs a heterodiegetic and omniscient narrative, blending historical times. The work has a journalistic-documentary tone and promotes an Afro-diasporic and Afrofuturistic perspective, challenging colonial views. Keywords: Performance, Ancestrofuturism, Languag

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page