O que dizem as redes sociais sobre o uso de drogas na adolescência?

INFORMAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS:

RCMOS – Revista Científica Multidisciplinar O Saber. São Paulo – SP ISSN: 2675-9128. São Paulo, ano I, v.1, ed. 12, 2021.

262-Material para submissão-778-1-2-20220121 (1)
.pdf
Download PDF • 552KB
 

O que dizem as redes sociais sobre o uso de drogas na adolescência?

What social networks say about drug use in adolescence?


Laryssa Ramos da Silva

Delma Holanda de Almeida


Submetido em: 20/01/2022 v. 2, n. 1, jan-jun. 2022 Aprovado em: 22/01/2022 Publicado em: 15/02/2022 DOI: 10.51473/rcmos.v2i1.262


Resumo

O número de jovens que experimentam as drogas cresce cada vez mais em todo o mundo, e diversos fatores podem influenciar, desde frustações, pressão social, amigos, família desestruturada e o meio digital tem um fator bastante significativo com essa alta globalização que estão inseridos, passam cada vez mais tempo com celular na mão, por isso esse estudo tem como objetivo analisar as mídias sociais com a finalidade de verificar o quanto as drogas são abordadas nesses meios, e quais publicações tem mais alcance, para a sensibilização dos mesmos, a metodologia utilizada foi a imersão do pesquisador nas redes socias, analisando algumas publicações e a repercussão que elas causam, usando algumas hashtag como #drogasnão #drogasnaadolescência #drogasnaescola, para que pudesse perceber como assuntos mais sérios são tratados nos meios sociais para além da escola, família ou meio cientifico, tendo como resultados o Instagram com maior alcance e mais informações sobre o assunto, no tiktok ainda é pouco abobadado esses assuntos, e o face book foi o que teve a publicação que mais gerou repercussão, visto que esses jovens estão cada dia mais com celular na mão se faz necessário mais informações verídicas nesses meios, para que aqueles que não tem acesso ao meio científico possam compreender o mal que essas drogas podem causar na vida a curto e longo prazo.

Palavras-chave: Prevenção. mídias sociais. educação. participação familiar.


Abstract

The number of young people who experiment with drugs grows more and more all over the world, and several factors can influence, from frustrations, social pressure, friends, unstructured family and the digital environment has a very significant factor with this high globalization that they are inserted, spend more and more time with cell phone in hand, so this study aims to analyze social media in order to verify how much drugs are addressed in these media, and which publications have more reach, to raise awareness of them, the methodology used was the immersion of the researcher in social networks, analyzing some publications and the repercussion they cause, using some hashtags such as #drogasnão #drogasnaadolcência #drogasnaescola, so that he could understand how more serious issues are treated in social media beyond school, family or scientific medium, resulting in Instagram with greater reach and more information on the subject, on tiktok it is still These subjects were not very controversial, and face book was the publication that generated the most repercussion, since these young people are increasingly with cell phones in their hands, more truthful information is needed in these media, so that those who do not have access to the medium scientists can understand the harm these drugs can do to life in the short and long term.

Keywords: Prevention. social media. Education. family participation.

Posts Relacionados

Ver tudo